Acções


O que é uma acção?

As acções são partes do património de uma empresa. Quando uma empresa está cotada essas partes têm a todo o momento uma valorização, correspondente ao valor que o mercado dá ao todo da empresa. O valor da participação é achado multiplicando o valor de cada parte (acção), pelo valor que o mercado atribui a cada parte.

Teoricamente quando tem uma participação duma empresa é dono proporcionalmente dos seus activos, passivos e resultados. Na gíria do mercado uma acção é chamada “papel“ porque antes da desmaterialização, as acções eram títulos em papel que mudavam de mãos fisicamente.

Existem vários tipos de acções, sendo os mais comuns preferenciais, ou sem voto. Algumas das empresas têm disponíveis à cotação títulos que conferem mais direitos, mais poder de voto, ou mais dividendos. A cada momento o investidor deve escolher qual o título a comprar e que melhor serve os seus interesses.

Comprar uma acção, uma parte da empresa, implica uma decisão de risco, pois está sujeito à gestão da empresa, ao risco operacional, do sector de actividade, do país, sendo que a sua perda máxima está restrita ao capital aplicado na compra da participação.

Em caso de falência deve saber que os accionistas são os últimos credores a receber, ou seja se uma empresa falir, muito dificilmente conseguirá reaver o seu capital.

Quantidade Negociada nas Acções

Os investidores podem escolher a quantidade de acções mediante o montante que querem aplicar. No entanto em algumas bolsas existem mínimos ou restrições á quantidade negociada. Deste modo o cliente deve estar atendo a estas restrições pois o sistema rejeita ordens que não estejam de acordo com os requisitos exigidos pelas bolsas.

Formação do Preço das Acções

Os preços das acções são formados durante as sessões consoante a procura e oferta. Em alguns mercados podem existir períodos de leilões de formação de preço, como pré aberturas, pré fechos, ou mesmo durante a sessão. Nestes períodos é possível a introdução de ordens, mas apenas no final do período de consolidação saberá se a ordem foi executada ou se permanece pendente.

Mínima Variação de Preço das Acções

A variação mínima do preço de uma acção depende do mercado, e preço, podendo ser de 0,05;0,01; 0,005, ou outro.

 

Horário de negociação das Acções

O Horário de Negociação das acções está disponível na plataforma, variando de mercado para mercado.

Comissões e outros custos nas Acções

A realização de operações sobre acções está sujeita a um preçário que está disponível em www.dif.pt/web/pt_pt/pricing

Eventos Patrimoniais das Acções

Pagamento de Dividendos - Caso detenha acções de uma empresa terá o direito a receber o valor dos dividendos que a empresa se propuser distribuir.

Aumento/redução de Capital – Na eventualidade de um aumento de capital, por subscrição ou incorporação, o cliente receberá os direitos correspondentes que podem ser exercidos ou vendidos em mercado.

OPA – Numa OPA o detentor de acções terá que informar a Dif Broker do sentido da sua posição, e transmitir a ordem respectiva.

Eventos não Patrimoniais ou contabilísticos nas Acções

OPT - Estas operações são caracterizadas pela troca de acções de uma empresa por uma outra. O investidor de acções tem direito às acções da nova empresa, nas condições propostas, mas deve ter em atenção as condições de negociação da nova empresa.

Stock Split/Reverse Split - São eventos que teoricamente não afectam o valor patrimonial do accionista, e que será traduzido num aumento ou diminuição da quantidade de acções ajustado ao novo preço teórico do activo subjacente.

Cisão de empresa - Caso haja cisão de empresa, o accionista tem direito a receber as acções da nova empresa, mas deve ter em atenção as condições de negociação da nova empresa.