Investors MBA

Procuram-se Gestores de Carteiras


A DIF Broker procura gestores de carteiras capazes de oferecerem resultados de acordo com estrictos parâmetros de controlo de risco.

Os candidatos podem submeter a sua candidatura apresentando o seu currículo e track record.

Os candidatos devem ser o mais precisos nas especificidades das suas práticas de trading e de gestão do risco. Os candidatos devem abrir uma conta de corretagem real para que a DIF Broker possa seguir a performance e avaliar estatisticamente os resultados e o risco antes de iniciarem uma carreira de gestores de carteira. Os resultados serão sempre comparados com o índice que for indicado como benchmark. O risco será definido pela alavancagem utilizada, os níveis de stop medidos pela sua distancia do preço de entrada e objectivos de ganho por trade.

A avaliação da DIF Broker está nas eventuais incongruências entre a estratégia definida e a executada

Os melhores traders depois de avaliados pela equipa da DIF serão escolhidos para fazer parte da equipa da DIF Broker. Não deixam no entanto nesse momento de continuar a ser avaliados. Os gestores que se desviem dos padrões acordados ou que tenham níveis de perdas considerados inaceitáveis serão suspensos.

Os candidatos com maiores possibilidades serão aqueles que se apresentam a competir no World Top Investor, ou tenham competido no World Top Investor.

Nem todos os candidatos podem ser gestores de carteiras, porque nem todos os candidatos têm a performance, as técnicas de gestão de risco e a disciplina necessária para ser um gestor de carteiras.
A DIF Broker tem mecanismos rígidos de controlo de processos no longo processo de recrutamento de gestores.

Como se processa a selecção dos candidatos?

Cada candidato tem que enviar o seu CV e uma descrição detalhada da sua metodologia de negociação. Receberá depois da DIF Broker um questionário com as especificidades que serão necessárias para uma correcta avaliação.
Uma entrevista será depois marcada para discutir os documentos enviados e ser feita uma avaliação do candidato.

Os candidatos que passem a primeira avaliação terão que abrir posteriormente uma conta real que vai ser escrutinada ao longo de 12 meses de acordo com o perfil acordado e os padrões de performance ajustados ao risco estabelecido.

Níveis prudentes de gestão de risco e de volatilidade terão preferência assim como o histórico de disciplina e a aderência ao plano, assim como a capacidade para se ajustar ao ciclo económico ao longo dos 12 meses.

No final do percurso de adesão o candidato a gestor que tenha passado todas as fases é proposto em conselho de administração para ser aprovado como gestor.